Por: Editor Aconteceu | 12/09/2017

Um policial militar morreu após um assalto em Guabiruba, no Vale do Itajaí, na manhã desta segunda-feira (11). O crime aconteceu após o PM sair de uma cooperativa de crédito com um malote de dinheiro. Everaldo Soares de Campos, 42 anos, foi baleado sete vezes e morreu por volta das 11h20, no Hospital Azambuja.

O crime aconteceu na rua vereador Érico Trupel, no Centro, por volta das 10h30, a cerca de três metros da cooperativa de crédito Viacredi. Em seguida, os assaltantes fugiram com o dinheiro em um Hyundai HB 20 de cor branca, com placa de Brusque. O veículo foi localizado em transversal da rua José Dirschnabel, sentido ao bairro Guabiruba Sul, no fim da manhã. Ainda não se sabe quantas pessoas estão envolvidas na ação.

O Corpo de Bombeiros identificou sete perfurações no corpo do PM: duas na região pubiana, uma no joelho direito, quatro entre o abdômen superior e o tórax inferior (região de fígado, baço, pâncreas, estomago, pulmões).

Everaldo integrava o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Brusque. Ele era o cabo mais da equipe e estava na expectativa de uma promoção a sargento, que já estaria programada para o ano que vem. Natural de Ituporanga, Everaldo era casado de tinha uma filha pequena, de quase dois anos.

A polícia segue nas buscas pelos bandidos com apoio do helicóptero Águia, da 5ª Companhia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar, em Lajes, do Canil de Blumenau e de equipes das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) de várias cidades da região.

O corpo do cabo Everaldo Soares de Campos será velado na Capela Mortuária da comunidade do Cerro Negro, em Ituporanga. O sepultamento ocorre nesta terça-feira (12), às 16h, no cemitério católico da mesma localidade.

Com informações do jornais O Município e Diário Catarinense | Foto: Arquivo Pessoal